domingo, 17 de janeiro de 2016

Leitura à distância funciona???

Consulta feita à distância, sem estar presente fisicamente na hora da leitura e tiragem das cartas, realmente funciona?


A energia transcende o tempo e o espaço . O que nos liga uns aos outros e ao Universo não é físico!


Segundo a física quântica intenção é energia. Partículas existem em um campo de potencialidade - significando que a intenção pode influenciar o comportamento das partículas.


“ Surpreendemo-nos então com a possibilidade de usar uma nova linguagem de comunicação entre nós, uma linguagem não limitada nem pela presença, nem pela distancia, uma linguagem que pode conectar você e eu através da energia. Dentro desta "linguagem" o Tarot/Baralho pode nos ajudar a captar e interpretar as informações, sem a interferência da distancia ou do tempo.” (Adaptado de trechos do livro "Mãos de Luz", Barbara Ann Brennan)


Na consulta feita à distância, existe uma forte sintonia entre consultor e consulente, pois estão presentes as energias universais, o que permite uma leitura precisa das cartas. Como?? Usando a concentração para captar a energia do consulente se utilizando para isso, seu nome, data de nascimento e a seriedade da entrega à essa leitura.

Importante lembrar que o cartomante ou tarólogo, não simplesmente “adivinha” as coisas. Ele analisa, interpreta a simbologia trazida nas cartas através das imagens, cores, direção, posição no Método utilizado, o conhecimento de mundo trazido no seu inconsciente e, claro, se utiliza sim, da intuição.


É necessário fazer uma análise cuidadosa das mensagens, tendo o cuidado de saber como transmiti-las para o consulente. E esse é um dos motivos que decidi atender por e-mail, pois assim, me permito fazer a leitura num momento mais propício para mim e sem um tempo “x” para terminar tal atendimento.


As cartas nos direcionam, nos mostram caminhos sem que se tornem uma verdade absoluta. Lembre-se sempre: Tudo muda o tempo todo!!! Cabe a nós aparar as arestas e/ou nos preparar para passar alguns momentos turbulentos... ou não!



Muita luz!